Cuidado Corporal 18/03/2021

O que é a massagem redutora e quais seus benefícios?

Imagine ser possível reduzir a gordura localizada, e até a celulite, enquanto você fica deitada em uma cama e recebe uma massagem redutora, que por meio de técnicas manuais atinge camadas profundas da pele? Bacana e bem diferente dos esforços físicos necessários em academias, não é?

Quanto a isso temos duas notícias: a boa é que a massagem redutora é comprovadamente eficaz nos benefícios mencionados. A ruim, caso você não goste de fazer exercícios físicos, é que eles continuam sendo indispensáveis para uma melhor saúde corporal, juntamente com uma alimentação adequada.

De qualquer forma, não se pode negar as vantagens desse procedimento. Quer entender mais sobre ele? Continue conosco!

O que é a massagem redutora?

Conforme mencionado, o procedimento consiste em técnicas manuais que, quando realizadas por profissionais qualificados, trazem benefícios ao corpo. Isso ocorre porque o correto movimento corporal ativa a circulação sanguínea, aumenta a temperatura local, promove efeitos vasculares — como ao potencializar os nutrientes e a oxigenação — e melhora o metabolismo da região.

De acordo com estudos, os efeitos da massagem redutora — que começam a aparecer para quem realiza sessões no mínimo a cada semana — são turbinados com a associação de acessórios, como ventosas e toalhas quentes, e produtos dermatológicos, que podem ajudar a aumentar a temperatura corporal, por exemplo.

Qual a diferença da massagem redutora para a drenagem linfática?

É comum que você confunda esses dois tipos de procedimentos, até porque o objetivo deles é diminuir a gordura corporal. Porém, tratam-se de conceitos e técnicas diferentes. Por exemplo, a massagem redutora é feita em partes específicas do corpo, como bumbum, coxas e abdômen.

Além disso, ela exige um ritmo mais acelerado que as outras, para que a circulação seja ativada, causando uma vermelhidão necessária na pele, e a temperatura aumente. Nesse sentido, quem recebe o procedimento pode sentir alguns incômodos, dependendo do nível de sensibilidade e da experiência da profissional, mas esse preço da beleza costuma ser baixo, comparado aos benefícios alcançados.

A drenagem linfática, queridinha em espaços de estética e que costuma causar uma maior sensação de relaxamento, por exigir movimentos mais delicados, pode ser realizada após a massagem redutora, para turbinar os resultados. Imagina ficar deitado ou deitada e receber duas massagens seguidas, que ainda vão ajudar no bem-estar físico e mental? Maravilhoso, né?

Quais os benefícios da massagem redutora?

Se você acompanhou a leitura até aqui, viu que a massagem redutora traz inúmeros benefícios, como:

  • redução da celulite, ao eliminar células mortas do corpo e a retenção de líquidos;
  • melhora no tônus muscular, deixando a pele com aparência mais saudável;
  • estímulo das respostas neuromusculares, ajudando a fortalecer os músculos;
  • auxílio na circulação do sangue, melhorando a qualidade de vida.

Ou seja, a massagem redutora tem muitas vantagens a serem oferecidas. Quando feita de forma profissional, com os produtos adequados e no intervalo de tempo indicado, contribuirá para turbinar seus resultados.

Gostou do nosso post? Continue se atualizando no assunto e confira 7 dicas para acertar na escolha do creme de massagem!