sac@softhair.com.br
Tel: +55 (31) 2105-7700 / international@softhair.com.br
Tel: +55 (31) 2105-7700

Afinal, existe calvície hereditária? Entenda aqui!

afinal-existe-calvicie-hereditaria-entenda-aqui.jpeg

Por:Soft Hair
Cabelo

18

out. 2018

Também conhecida por alopecia androgenética, a calvície hereditária é a causa mais comum para a queda capilar. Como o próprio nome já diz, está diretamente associada a fatores genéticos e ao hormônio di-hidrotestosterona.

Seu primeiro sinal aparente é a perda excessiva de cabelo nas entradas (regiões próximas à testa) e no topo da cabeça. Nos casos mais graves, pode provocar a morte celular dos folículos capilares e causar a perda total dos fios. Pode ser percebida precocemente e provocar muitos problemas de autoestima e impacto emocional, principalmente em pessoas mais jovens.

Além disso, por ser uma questão genética, muita gente ainda pensa que não há solução para esse problema e que a aceitação é a melhor escolha. Contrariando esse pensamento, vamos falar um pouco mais sobre essa doença neste post, explicando os motivos do seu aparecimento e abordando a sua possível prevenção. Confira!

Por que a calvície hereditária acontece?

A calvície hereditária se dá devido a uma disfunção genética provocada sensibilidade aumentada dos fios a um hormônio chamado di-hidrotestosterona, que provoca a perda definitiva total ou parcial do cabelo.

Seus primeiros sinais são o afinamento dos fios, ou a substituição por outros mais finos até a interrupção total do crescimento, principalmente nas entradas (regiões próximas à testa) e no topo da cabeça, deixando algumas áreas do couro cabeludo totalmente visíveis.

Os primeiros sinais dessa doença podem surgir no início da idade adulta, principalmente se existem antecedentes familiares, e a herança genética pode vir tanto do pai quanto da mãe. No entanto, como está ligada ao hormônio masculino, ocorre predominantemente em homens, embora muitas mulheres também apresentem esse problema.

Como ela é diagnosticada?

A calvície hereditária pode ser diagnosticada devidamente por um dermatologista capilar. Porém, para que isso aconteça, é preciso que esse profissional examine o couro cabeludo e os fios do paciente por meio da tricoscopia.

Em alguns casos, quando há dúvida do diagnóstico ou suspeita de associação de outros tipos de alopecia, poderá ser realizada a biópsia do couro cabeludo, bem como o estudo dos históricos familiares da doença.

É possível preveni-la?

Ao verificar a predisposição genética para a doença, é possível preveni-la por meio de alguns tratamentos, um deles e o mais seguro é o Soft Hair Bioplex Nasce Fios. Testado e comprovado dermatologicamente, esse produto não é um vasodilatador e não agride o organismo e não causa efeito rebote. 

Seu preço é acessível, não tem contraindicações e pode ser usado diariamente por homens e mulheres que já sofrem com a calvície hereditária em estágio avançado ou queiram prevenir essa disfunção. Além disso, para que os melhores resultados sejam alcançados, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível.

Por fim, podemos notar que a calvície hereditária gera um impacto muito importante na autoestima das pessoas afetadas. No entanto, com as opções de tratamentos e soluções estéticas disponíveis atualmente, é possível contornar o problema e possibilitar que o paciente leve uma vida totalmente normal.

É válido lembrar, ainda, que a ciência investiga a alopécia androgenética continuamente, o que aumenta as chances da descoberta de novos tratamentos no futuro.

E aí, gostou de saber mais sobre a calvície hereditária? Tem interesse em adquirir o Soft Hair Bioplex Nasce Fios citado neste post? Então, entre em contato conosco e comece o seu tratamento agora mesmo!

Compartilhe: