sac@softhair.com.br
Tel: +55 (31) 2105-7700 / international@softhair.com.br
Tel: +55 (31) 2105-7700

Veja 4 dicas de como se proteger do corte químico

veja-4-dicas-de-como-se-proteger-do-corte-quimico.jpeg

Por:Soft Hair
Cabelo

21

fev. 2018

Já é difícil criar coragem para ir ao salão e cortar aqueles famosos dois dedinhos, não é verdade? Agora imagina ser pega totalmente desprevenida por um corte químico? Um verdadeiro pesadelo!

A boa notícia é que você pode se proteger desse problema — e é justamente pensando nisso que separamos algumas dicas neste post. Quer conhecê-las? Continue a leitura!

O que é o corte químico?

Trata-se da quebra da fibra capilar como consequência de um procedimento químico, o que pode resultar em sérios danos aos fios imediatamente ou algum tempo após a aplicação dos produtos.

Nem sempre ele ocorre de forma radical, bem próximo à raiz. Você pode identificá-lo ao perceber outros sintomas, como fios quebradiços, elásticos, sem brilho e com textura áspera.

Podem aparecer também pontas duplas e triplas com pontinhos brancos ou uma queda de fios em quantidade anormal.

Quais são as causas do corte químico?

O corte químico pode ocorrer em três situações:

  • quando há a incompatibilidade dos produtos aplicados, como a coloração após um tipo de alisamento e vice-versa;

  • quando o cabelo não está completamente recuperado de um tratamento e os fios recebem um novo procedimento químico;

  • quando se deixa um produto agir no cabelo além do período recomendado pelo fabricante. A ação prolongada de certos produtos — como a amônia — pode acelerar o enfraquecimento dos fios.

Como evitar o corte químico?

Apesar de ser um problema grave, não é necessário abrir mão da coloração ou da tintura para se proteger. Basta seguir algumas dicas. Confira!

1. Seja sincera com o cabeleireiro

Muitas pessoas chegam ao salão e omitem ou até mentem sobre procedimentos e produtos que utilizaram nos cabelos. Dizer que nunca fez alisamento, que o cabelo já está livre da progressiva ou não contar que os fios já foram coloridos ou descoloridos pode ser um problema.

Imagine que você tenha feito um alisamento ou relaxamento recentemente, mas omitiu a informação no momento de colorir ou fazer mechas. O seu cabelo pode ficar elástico e quebradiço quando o cabeleireiro aplicar o produto, provocando o corte químico.

Se existe um profissional capacitado para ajudar você a deixar os cabelos ainda mais bonitos, por que mentir ou omitir informações como essas? É melhor aguardar um pouco para realizar um determinado procedimento que correr o risco de perder o cabelo.

2. Fique atenta às fórmulas

Antes de aplicar qualquer produto nos cabelos em casa, fique atenta às instruções do rótulo e siga o tempo de ação recomendado pelo fabricante.

Pesquise ainda os riscos de incompatibilidade entre os produtos que você utiliza. É importante levar essa informação sempre que for ao cabeleireiro ou mudar de salão, de modo a não comprometer a saúde dos fios.

3. Faça sempre o teste da mecha

A aplicação do produto em uma mecha antes de passá-lo em todo o cabelo é a melhor técnica para verificar se há ou não incompatibilidade. Em geral, o corte químico acontece imediatamente e o procedimento é suspenso.

4. Utilize produtos para o tratamento e manutenção da química

A principal maneira de evitar o corte químico é usar produtos de tratamento específicos para os fios que passaram por um procedimento químico. Eles são desenvolvidos para garantir a manutenção do tratamento e recuperar o cabelo dos principais danos causados ao longo do processo.

Além disso, a hidratação e a nutrição devem fazer parte da rotina de cuidados, especialmente para quem possui os cabelos coloridos ou alisados. Uma boa maneira de colocar esses tratamentos em prática é seguir um cronograma capilar.

Como recuperar os fios danificados?

A reconstrução capilar devolve às madeixas a massa perdida após os procedimentos químicos e a cauterização ajuda a reverter o aspecto quebradiço, garantindo a maleabilidade dos fios.

O tempo médio para a recuperação de um cabelo com corte químico pode chegar a dois anos, ou seja, todo cuidado é pouco. No entanto, com as dicas que você acabou de conferir, esse problema certamente vai passar bem longe das suas madeixas. 

Gostou do post de hoje e quer continuar a leitura de conteúdos como este? Descubra agora mesmo quais são os cuidados necessários para o cabelo descolorido não ficar verde!

Compartilhe: