Soft Hair 27/06/2017

Cronograma capilar: o que é e como fazer

Sabe quando o cabelo continua ressecado, poroso ou “sem vida” mesmo com aquela hidratação semanal com a sua máscara adequada? O motivo disso, geralmente, é o excesso de um nutriente e a falta de outra substância vital. Aí é que entra em cena o cronograma capilar, esquema importante para reparar os danos nas madeixas.

Pensando nisso, o texto a seguir explica o que é o tão famoso cronograma capilar, os seus benefícios, quais são as suas etapas e como montar o seu próprio cronograma de acordo com as necessidades dos seus cabelos, para deixar os seus fios sempre saudáveis e maravilhosos.

Ficou curioso sobre o tema? Então, comece agora mesmo a leitura e tire suas dúvidas!

O que é cronograma capilar?

Antes de tudo, é preciso entender o que é o cronograma capilar, técnica comum para quem deseja eliminar tratamentos químicos (na transição capilar) ou melhorar a saúde dos fios, dexando eles bem tratados, macios e com muito brilho.

Em resumo, o cronograma capilar é um conjunto de etapas de tratamentos que repõe os nutrientes perdidos na nossa rotina agitada, seja por danos químicos, como tinturas e alisamentos, ou mecânicos, como chapinhas, secadores, exposição solar, etc.

Por que fazer o cronograma capilar?

Muitas pessoas se perguntam por que realizar o cronograma capilar? Ainda que a dúvida seja válida, é importante ter em mente que o procedimento é recomendado para todos os tipos de cabelo, especialmente para quem tem deseja ter os cachos bem definidos ou para quem usa química nos fios.

Em relação aos cacheados, o cronograma é um poderoso ativo para conter o desgaste da fibra. O motivo é que, apesar de esse tipo de cabelo produzir oleosidade naturalmente, a hidratação não consegue atingir toda a extensão das madeixas, ficando retida a algumas áreas e deixando outras muito ressecadas.

Por outro lado, as pessoas que fazem coloração, descoloração, progressiva, alisamento e outros procedimentos químicos expõem os fios a substâncias agressivas, as quais desgastam, fragilizam e causam envelhecimento capilar, danos que o cronograma consegue conter e reverter após um mês de tratamento.

Mas, não se engane, o cronograma capilar pode ser feito por qualquer pessoa que deseja ter os fios saudáveis, independente do tipo do cabelo.

Quais são os benefícios do cronograma capilar?

Não há dúvida: a grande finalidade do cronograma é repor os nutrientes e parte da massa capilar perdida no dia a dia. Porém, os benefícios da técnica, que é composta pelas etapas de hidratação, nutrição e reconstrução, não param por aí. O processo consegue reparar a fibra, fortalecendo os cabelos, dando um movimento natural e um aspecto sedoso aos fios.

O cronograma capilar também é ideal para cabelos ondulados e crespos, uma vez que define a curvatura e ajuda a reduzir o frizz, sendo um tratamento reparativo bastante rápido, eficaz e com ótimo custo-benefício por devolver a saúde dos fios.

O que é e como funciona cada etapa do cronograma?

Até aqui, você entendeu o que é e por que apostar no cronograma capilar para combater problemas na estrutura do cabelo. No entanto, algo ainda precisar ser explicado: como funciona cada etapa desse tratamento incrível? É preciso seguir o passo a passo para notar os benefícios da prática, desde a hidratação até a reconstrução, passando pela nutrição.

Hidratação

Perder líquido é um processo natural do cabelo, porém, a recomendação dos especialistas é repor a umidade dos fios para não deixá-los opacos e sem movimento. Assim, a primeira etapa do cronograma é focada na hidratação, a qual diminui a textura áspera da fibra com máscaras e tratamentos para repor a água perdida na estrutura capilar.

Nutrição

Etapa essencial do cronograma, a nutrição é indicada para todos os tipos de cabelo e, especialmente, para as pessoas cacheadas. Nessa fase, pretende-se repor os nutrientes e lipídios essenciais à fibra.

Essa etapa é importante, justamente, para por selar as cutículas dos fios, ajudando assim a manter os nutrientes e a hidrataçãos dos fios por mais tempo, além de combatenr as pontas duplas. O que mostra como as etapas do tratamento estão conectadas, devendo ser seguidas a risca para obter o resultado esperado pelo cliente.

Reconstrução

Por último, a reconstrução fortalece os fios e repões a massa perdida, devolvendo assim o aspecto saudável do cabelo. O segredo dessa etapa é a reposição de queratina, uma proteína que representa a maior parte da massa capilar (cerca de 90%) e que atua para proteger e preservar a fibra, selando as cutículas e atuando na maciez e no brilho das madeixas.

Como montar o seu cronograma capilar?

O cronograma orienta sobre os três tratamentos de que o cabelo mais necessita: hidratação, nutrição e reconstrução. Cada pessoa pode montar sua agenda capilar de acordo com o que os fios necessitam. Antes de aderir ao cronograma, é necessário saber do que seu cabelo mais precisa e, assim, focar mais em uma etapa ou em outra.

Existe um modelo de cronograma geral, indicado para a maior parte das pessoas, pois contempla os principais tratamentos. Ele é composto por oito hidratações, três nutrições e uma reconstrução. Cada processo deve ser feito em dias alternados, com intervalo de 48 horas entre cada procedimento.

Assim, nas duas primeiras semanas, a recomendação é fazer duas hidratações e uma nutrição, repondo substâncias perdidas e fortalecendo os fios. Já na terceira semana, o cronograma deve focar em duas hidratações e uma reconstrução, reparando os danos capilares.

Por fim, ao final do primeiro mês de tratamento, você deve voltar a hidratar as madeixas duas vezes e fazer uma última nutrição semanal, como no modelo abaixo:

  • 1ª semana Hidratação Hidratação Nutrição
  • 2ª semana Hidratação Hidratação Nutrição
  • 3ª semana Hidratação Hidratação Reconstrução
  • 4ª semana Hidratação Hidratação Nutrição

Quais são as necessidades de cada tipo de cabelo?

O cronograma capilar ajuda você a identificar de qual componente o seu cabelo precisa mais, seja na hidratação, na nutrição e na reconstrução. Nesse sentido, é importante alternar os tratamentos e identificar, passando-se 48 horas desde a primeira aplicação, à qual etapa os fios tiveram resposta mais positiva.

Da mesma maneira, o teste da porosidade capilar, também conhecido como teste do fio na água, é uma forma poderosa de observar o que está deixando a saúde do cabelo desequilibrada.

Para realizar o experimento, você deve encher um copo d’água e colocar um fio das suas madeixas dentro do líquido. Aguarde 10 minutos para ver como o fio se comporta na água e, em seguida, observe se ele afundou, se ficou na metade do líquido ou se boiou na superfície.

Se o fio afundar na água, o cabelo está com alta porosidade (o ideal é repor a massa capilar com reconstrução); Se o fio ficar no meio do copo, o nível de porosidade é médio (cutículas estão saudáveis e podem se fortalecer com nutrição); e, se o fio ficar boiando, o cabelo tem baixa porosidade (fios precisam de hidratação constante).

Após identificar os cuidados que o seu tipo de cabelo precisa, é fundamental respeitar a ordem do cronograma, começando sempre pela hidratação (para repor a água perdida), seguindo com a nutrição (atuando na reposição de óleos naturais) e terminando na reconstrução (renovação de queratina na extensão dos fios).

Neste post, você entendeu o que é e como fazer um cronograma capilar, esquema que repõe ao cabelo nutrientes e massa perdidos naturalmente. Para isso, recomenda-se observar cada tipo de cabelo para montar uma ação específica, que deve combinar técnicas de hidratação, nutrição e reconstrução dos fios.

O tema foi útil para você, não é? Então, continue vendo dicas incríveis no blog para manter o seu cabelo forte, sedoso e com movimento. Agora, aprenda como se dá o processo de nascimento de novos fios!